15 de fev de 2012

Equilíbrio é a Palavra



     Equilíbrio é o ideal buscado por toda humanidade, praticamente todas as filosofias e religiões tanto no ocidente quanto no oriente tem os seus métodos para alcançar aquilo que é considerado por muitos a perfeição no estilo de vida. Uns usam mantras, outros meditam, outros se isolam, e por ai nós vamos ver de tudo para ganhar isso, mas na visão cristã o equilíbrio é fruto de no mínimo três coisas que devem ser cultivadas na nossa vida.
     Paz: devemos ser filhos de Deus e Herdar dele essa Paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4: 7), que é um senso de tranquilidade que o mundo e as suas preparações não podem tirar, excede o entendimento por que muitas vezes não temos nenhum motivo para estarmos tranquilos, pelo contrário, estamos em meio a lutas e dificuldades que aos olhos de nós mesmo teriam potencial para nos tirar tal sensação. De fato a paz que Jesus nos dá não nos é dada como o mundo, ela é profunda e deve ser buscada e cultivada por nós e dentro de nós e é uma das coisas a serem conquistadas que redunde em equilíbrio no nosso viver.
     Esperança: Quando depositamos o nosso futuro em Cristo temos esperança de que ele cuida de nós, diante disso não trocamos os pés pelas mãos, nem nos precipitamos, não usamos outros caminhos, e nem vendemos a primogenitura como alguém que por uma falta de equilíbrio do momento abre mão da riqueza que lhe está reservada, veja o exemplo negativo de Esaú (Gênesis 25:29). Devemos ter dentro de nós que nossa esperança não é aqui, e sim no porvir que nos guarda algo infinitamente maior do que toda dificuldade que possa se apresentar diante de nós.
     Amor: A ira, ódio, mágoa, ou qualquer ressentimento por vezes nos tiram o equilibro de vida e faz com que venhamos a adoecer na alma e nos fazer prisioneiros nos maus sentimentos (Hebreus 12: 15), desequilíbrio não é por momentos ficarmos tristes ou irados com pessoas, e sim darmos lugar para que tais coisas morem dentro de nós e nos escravizem, só um milagre dentro de nós para nos tirar dessas correntes que realmente nos tiram do centro da vontade de Deus que é o equilíbrio do Cristão.
Todas essas coisas estão interligadas e até se confundem uma com a outra no momento em que temos uma vida de entrega e intimidade com o pai, ele quem nos dá graça que nos capacita a buscar em cristo tudo isso para dentro de nós de um modo no qual não precisamos fazer meditações repetitivas, citação de mantra, isolamentos, ou qualquer outra coisa externa. Tudo isso deve ser vivido na correria de todo dia e são disposições intimas, ou seja, tudo isso deve acontecer dentro de nós e o que estiver por fora não nos afetará, Uma pessoa equilibrada é uma pessoa “centrada”, no centro da vontade de Deus.

0 comentários:

Postar um comentário