4 de jan de 2012

Valorizando as Pessoas!


     Quando Deus através da pessoa de Jesus esteve entre nós pregando aquela nova mensagem as reações eram as mais variadas, uns conseguiam entender o espírito de tudo aquilo que se pregava, outros que eram na maioria fariseus se viam ofendidos por terem suas tradições colocadas no mínimo em dúvida. Gostaria de nesse post analisar a reação dos opositores de Jesus enquanto ele pregava.
     A primeira coisa de que se pode ver claramente nas mensagens e nas atitudes de Jesus é que o objetivo dele não era ofender a tradição dos fariseus, mas valorizar em primeiro lugar os seres humanos, pois a vontade que os fariseus diziam que era de Deus naquela época estava muito mais oprimindo e matando, do que honrando e dando vida mesmo para aqueles que a praticavam. Exemplo disso está em Lucas 6:6 quando Jesus curou um homem que tinha a mão ressequida ou mirrada, vemos ali todo um processo de quebra de regras não somente por quebrar, mas sim para valorizar o ser humano. Primeiro Jesus chama o homem para o meio e isso ia contra a tradição de que homens com defeito tinham lugares separados no templo, só os perfeitos poderiam estar na frente, depois ou então a cura da mão, e depois da revolta dos fariseus a explicação sobre o porque do desobediência de Jesus aos preceitos de sua época.
     A tradição colocava o amor como um sentimento menor, a religião coloca os nossos sentimentos normais numa espécia de gesso que impedia as maiores ações nos casos em que envolviam pessoas e não coisas. Jesus deu sentidos mais profundos e mais vivenciais ao amor que até então era limitado pela moral hipócrita sa sociedade, pelos costumes, e até mesmo usavam a palavra de Deus como preceito pra não amar.
    Todo e qualquer preceito mesmo tendo um rótulo evangélico que não valorizar a vida acima de tudo deve ser abolido da mesma forma que fora abolido por Jesus em sua época, todos os conceitos ou teorias cientificas devem servir para a honra e não vergonha de seres feitos a imagem e semelhança de Deus.
    Essas idéias não são contra as regras sociais, religiosas, eclesiásticas ou qualquer uma delas, pelo contrário todas essas tem seu valor mas não devemos colocar nada disso acima da vida de um ser.
    A minha pergunta para você leitor é se o seu foco tem sido o que você pensa ou o ser humano? o que você faz? ajuda uma pessoa antes de julgar, ou julga antes de ajudar? tradição é tudo que você pensa como certo, que deve ser feito, tradição é o seu ideal, mas você tem deixado tudo isso pelas vidas?
    Ainda não somos totalmente livres nessas questões, mas entremos nesse caminho de modo a voar mais alto no amor à vida e ao próximo e com certeza sua vida terá mais sentido em Deus.
     


    Abraço a Todos. 
     @_mentecrist

0 comentários:

Postar um comentário