11 de fev de 2012

Jesus cresce e o João Batista Diminui!




"É necessário que ele cresça e que eu diminua.João 3:30" 

      Existem situações, instituições, pessoas, que nos preparam no caminho, que nos pegam pelas mãos, nos alimentam, e nos fazem crescer o suficiente para podermos nos encontrar com Jesus. São situações diversas que funcionam como " joão batista" em nossa vida preparando o caminho, nos ensinando o arrependimento, e nos orientando para encontrar com aquele a quem ele não era digno de tirar as sandálias que vinha após ele. No verso acima João batista havia sido perguntado porque naquele momento as pessoas estavam seguindo a Jesus, o batista disse que estava alegre por isso acontecer, pois nisso estava sua missão sendo cumprida. a partir de então o GRANDE João batista sairia de cena e Jesus conduziria o seu povo.
      Devemos honrar o "João batista" em nossas vidas, pois ele foi importante para nos colocar de frente com Jesus, porém não devemos ficar presos a ele pois Jesus deve crescer em nossa vida, e o nosso caminhar com ele dever ser cada vez mais independente da tutela de algo ou alguém.
    Nós devemos ser joão batista para as pessoas, pregando a mudança, falando daquele que é maior do que nós, e por fim conduzindo a noiva até a presença do noivo para as bodas. Devemos ficar felizes de ver as pessoas através de nós crescerem e não mais precisarem de nós e terem um relacionamento direto com Deus.
     não permita que ninguém que tenha conduzido sua fé no começo impeça o seu encontro com Jesus e sua independência de consciência diante dele, aquele que um dia ajudou poderá agora atrapalhar se assim o fizer. Pois o papel dele é somente a preparação pra o que é maior. instiuições, igrejas, pessoas, ou qualquer q tenha ajudado-o deve deixá-lo decolar na vida diretamente com Deus.

 Espero que tenha ajudado ..  Ass: Paulo Gustavo

Um comentário:

  1. Não devemos desprezar os mestres que gastam suas vidas aprendendo academicamente para nos repassarem o melhor dos entendimentos.
    Não devemos desprezar os pastores que oram por nós, nos abençoam nos batismos, nos casamentos, nos ungem nas enfermidades e nos orientam em questões um pouco mais difíceis.
    Fiquemos atentos aos profetas levantados por Deus para nos exortar à respeito de nossas próprias vidas.
    Não devemos evangelizar e abandonar os evangelizados à sua própria sorte, como se estivessem sós e desamparados pelos que os levaram pelas mãos à compreensão das Boas Novas.
    Todos fazemos parte do corpo de Cristo.
    É bom andar junto.

    ResponderExcluir