27 de jul de 2012

O Resgate da mulher samaritana!

   
Olá Leitores e amigos!  estou muito tempo sem escrever nesse espaço de benção para minha e tantas outras vidas que aqui escrevem, na verdade eu acho isso mesmo, que o primeiro abençoado pelos textos somos nós que estamos aqui postando durante a semana.
Hoje quero trazer uma meditação sobre Jesus para as nossas vidas baseado na passagem em João 4 aonde ele entra na cidade de Samaria.
     Para começar o Texto nos versos 3 e 4 vão dizer que era necessário pra da Judéia para a Galiléia atravessar por samaria, normalmente o caminho dos religiosos era dar a volta para não passar em samaria que era considerada uma cidade maldita pelos Judeus, os samaritanos eram um povo considerado impuro e por isso o território também era, mas Jesus sempre vai pelo caminho mais simples sem se importar com os olhos da religião ele anda pelas terras que os clérigos não andam, ele conhece as regiões do nosso coração aonde só nós conhecemos, as regiões mais impuras pela moral religiosa que se impõe, isso com certeza foi colocado no texto por joão para que os leitores deles entendessem que Jesus era diferente, que Jesus não se importava com geografias ou lugares que era considerados santos ou não-santos, que ele só queria ter contato com o terreno do coração humano independente da visão moral-religiosa.
     O contexto no verso 6 também dará conta de que Jesus parou por volta do meio-dia junto a um poço e chegou uma mulher samaritana para tirar água e ele pediu a ela um pouco para beber, Vemos uma simplicidade tremenda nisso, pois Jesus poderia fazer água aparecer do nada, ele quem criou e estava no principio de todas as coisas, porém preferiu pedir para uma mulher e ainda mais samaritana um pouco de àgua para beber, por isso eu entendo que para se relacionar conosco Deus desce até ficar da nossa altura, ele nos entende, e a melhor maneira de nos entender é ser como um de nós. Deus quando se fez homem em Jesus ele quis dizer que naquele momento era igual a nós, sentia a nossa necessidade, fraqueza, limitação. O escritor aos hebreus vai dizer que quando ele veio em carne e assumiu a forma humana, foi aperfeiçoado na obediencia, significando dizer que sentiu um pouco do que vivemos sem pecar, teve necessidades, teve medo, chorou, se angustiou, para que tendo ele consumado a obra pudesse ser sumo-sacerdote que se compadece das nossas fraquezas. Ele pediu água para aquela mulher, e isso é uma descida para que ele pudesse ter acesso ao coração daquela mulher, para que aquela mulher tão oprimida em sua época pelas questões religiosas e morais pudesse ver que estava diante dela uma pessoa diferente que olhava no profundo do seu coração entendendo suas carências.
     Mas o Jogo começa a mudar no verso 9, pois depois de ele pedir água e ela questionar como um homem Judeu poderia pedir água para uma mulher samaritana, ele respondeu que ele poderia satisfazer não só a cede do corpo, mas também a da existência humana e se colocou como fonte da àgua da vida para aquela mulher, aonde com certeza se ela bebesse teria sua vida liberta dos jugos e mais jugos que os que se julgavam senhores da religião colocavam durante séculos nos ombros dela, e que apartir daquilo a vida dela seria uma vida humana digna e não uma existência de penalidades impostas por outros.
Jesus mostra também sua divindade para aquela mulher desvendando os segredos do seu coração, ele revelou para aquela mulher os seus pecados, não só pela acusação, mas pra dar autoridade a quem se dirigia a ela, e aquele homem era tão diferente que a mulher foi correndo pela cidade avisando que um profeta o tinha visitado, a visão dela então começaria a se abrir pra Deus, logo era conheceria de fato aquele que poderia dar uma liberdade de vida nunca antes experimentada.
   De fato a maneira como Jesus nos entende é diferente, Deus é maravilhoso, pois o tratamento dele é justo em nossas vidas, e é sob medida para as nossas dificuldades e problemas, jamais veremos Jesus ser complacente com nossos erros, mas ele vê sempre a sinceridade do nosso coração, ainda que estejamos em uma situação como a dessa mulher que não tinha perspectiva de vida digna e liberta. Que possamos sentir cada vez mais desejo de conhecer esse Jesus e saborear o melhor da vida.

0 comentários:

Postar um comentário