31 de mai de 2013

A importância do preparo!


E este é o número dos poderosos que Davi tinha: Jasobeão, hacmonita, chefe dos capitães, o qual, brandindo a sua lança contra trezentos, de uma vez os matou. (1crônicas 11:11)

     O texto acima fala de um dos homens do grupo que nós costumamos chamar de "valentes de Davi", fiquei meditando na precisão que apenas um golpe com a sua arma tinha a ponto de atingir tão grande número. Quando vi isso me perguntei algumas coisas como: Será que ele se preparava? Seria muita ou pouca sua preparação? quantos testes e formas diferentes ele não fez pra chegar a um considerado ideal no seu treinamento?
     Depois dessas perguntas eu considerei que: ele empunhava a ferramenta que ele mais se sentia a vontade. Não há como ser bom naquilo que não se gosta. não existem pessoas realizadas fazendo o que não gostam. não há como ter tamanha dedicação em algo que você só faz por dinheiro ou por posição. todo suor dele era gasto nas suas potencialidades. isso o fez ser preciso e eficaz.
     Considerei Também que com certeza ele gastava mais tempo se preparando do que lutando. Jesus até os 30 nada tinha falado, seu tempo pregando e ensinando e vivendo foram de 3 anos e meio.
A ultima coisa que eu pensei foi que esse homem é um dos que Davi encontra na chamada "caverna de Adulão". O então Fugitivo Davi encontra homens endividados, foragidos, angustiados, porém encontraram uma boa chance de se encontrarem na vida, e com certeza se redescobriram em habilidades desconhecidas. essa seria para min a verdadeira valentia.

0 comentários:

Postar um comentário