6 de dez de 2013

TENHO MUITA FÉ!!! (não, pera...)


Definitivamente, "fé" é uma palavra em vogue na atualidade. Interessante notar as aplicações desse termo.
Geralmente quando as coisas começam a dar errado e alguém está no fundo do poço a frase vem a tona. Quando se perde um emprego, ou é traído por alguém, quando perdemos nosso chão apelamos pra "fé", mas fé no quê?

A fé por sis só não gera nada, é um instrumento, um dom que Deus nos deu. E como dom dEle, deve ser usado para adorá-lo e nos achegarmos a Ele. Hb 11:1 traz a mais bela e pura declaração sobre ela:
"...é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem."
Podemos colocar fé tal qual nossa base, nosso fundamento. E tal qual o fundamento depende da terra firme, a fé depende de uma DEUS.
O que quero dizer é que muitas vezes usamos nossa fé apenas como uma maneira de nos iludirmos, colocamos a fé na fé, cantamos sobre nossa fé como algo que nós temos, criamos e colocamos onde bem entendemos. Nossa fé fica cega se não for usada da maneira correta assim como um fundamento colocado num solo escorregadio pode fazer um grande empreendimento ruir.

Em Efésios 2:8  Paulo diz que somos salvos pela graça mediante a fé, dom de DEUS. Quão grande é isto! A fé como o canal pelo qual a Graça salvadora de DEUS se manifesta a nós.
Chega a ser vergonhoso usarmos algo tão grande ou precioso de maneira tão pobre e rala. Hebreus 11 nos dá um testemunho da beleza e grandiosidade que é viver por ela, de como nossos pais viveram e morreram por ela, muitos sem alcançar suas promessas, apenas as avistando de longe.

Viver pela fé não é agir de maneira impulsiva ou simplesmente acreditar que a coisa vai melhorar quando tudo dá errado, é conhecer a DEUS e saber que ainda que tudo dê errado Ele é soberano e fará tudo de acordo com Sua vontade, e anda que a dEle seja diferente da nossa, é o melhor.

Já existe uma postagem sobre como usar a fé de maneira a agradar a DEUS e não vou repeti-la, apenas queria chamar a atenção para as muitas vezes em que usamos um presente de DEUS para suprir nossas necessidades de auto-afirmação e fazemos de algo grandioso e belo algo simplório e torpe.

Que DEUS nos sustente em Sua graça!
Abraço, David Bispo.

0 comentários:

Postar um comentário