14 de out de 2010

O engano do pragmatismo

      Nos tempos chamados de pós-modernidade percebo claramente o homen no seu modus operante de vida adotar posturas, fazer escolhas, e tomar decisões tendo em vista os resultados finais sobre qualquer que seja a área da vida. Na busca pela "Felicidade" ou "prosperidade" tenho visto cada vez mais um vale tudo pra ser ou para ter aquilo que todos almejamos para nós como sendo conquistas internas e externas, queremos estar a frente e chegar na frente e o que é menos importante é o modo como eu faço isso, chamamos isso de pragmatismo.
     Esse espirito que ja está possuindo o estilo de vida do homen moderno, está colaborando com certeza para o distanciamento do homen da simplicidade daquilo que Deus sempre propos através da sua palavra, Esse espirito faz dos seres humanos adversários um do outro, desfazendo o afeto, o laço,a ligação que há entre um ser e outro, violando o principio do evangelho de submissão ao próximo, de uma renuncia da nossa vontade tendo em vista o bem comun ou até mesmo de o bem de apenas um individuo, mas no evangelho o outro é servido antes de que ele me sirva.
    Percebe como estamos longe da proposta principal do cristianismo??? em nome de Deus, da obra Deus, dos chamados, das nossas vocações, ministérios, vidas, passamos por cima de valores muito mais urgentes e elementares. Quando temos em vista o nosso objetivo, tudo aquilo ou aquele que não for do seu interesse ou que for criar um atraso é simplesmente fuzilado pela nossa falsa perseverança, passamos por cima de tudo e todos, passamos por cima de pessoas, principios, e marcos ja estabelecidos, desrepeitamos o espaço o mérito e tudo quanto se opuser, pois no fim seremos aplaudidos pelo resultados.
   Esse espirito não sai na campanha, no monte, no descarrego, ou nas fogueiras santas das igrejas pragmáticas. Só será extraido esse edema com a volta a simplicidade da palavra que nos orienta que se temos uma vontade devemos nos medir para saber se não escandalizamos alguem, mesmo que a nossa vontade para nós não seja pecado, se para o fraco for, devemos por ele renunciar, antes a paz de uma consciencia tranquila, para com Deus, do que uma alma em guerra apenas para cumprir a sua vontade. 




0 comentários:

Postar um comentário