11 de jul de 2011

Os princípios eternos de Deus


Existe um principio da natureza que fala sobre uma força que atrai todo o corpo para o centro da terra, baseado nessa premissa existe o que nós conhecemos como LEI DA GRAVIDADE. Leis e regras não devem ser nunca confundidas com princípios, os mesmos não geram leis, porem toda normativa bíblica é filha de um principio divino. Toda lei que não tem principio de Deus, terá um caráter temporário, Pois só os propósitos santos serão eternos. A bíblia como um livro de leis somente terá um valor legal, nos distanciando do centro que é Jesus, precisamos entender o caráter eterno das escrituras e pra isso pelo menos três coisas são necessárias.
Conhecer a Deus: Advogados diferenciados para entender as leis não recorrem apenas aos livros e estudiosos ainda que ajudem, mais do que isso, para chegar na origem o melhor é conhecer a pessoa que criou a lei, de fato o legislador é o melhor para contar com riqueza de detalhes e explicar o seu objetivo ao formar uma Norma. Conhecer o autor da palavra é saber a intenção, ou seja, mergulhar no lugar original daquela ordem, sendo que o problema é lermos, estudarmos, pregarmos, e ensinarmos sem conhecer Deus, vale lembrar que os escribas e fariseus era os maiores eruditos da palavra na época de Jesus, não sabiam nada de Deus e tão pouco das coisas de Deus, sendo eles  os opositores  e perseguidores da fé, então conhecer o Deus da escritura é entender o Principio do caráter na lei-mandamento que ele nos Deixou.
Amar a Deus e ao próximo: Após a lei dada por Moisés ao povo de Israel, foram criados mais 613 mandamentos para tentar “ajudar” o entendimento e a prática da vontade de Deus, houve um efeito inverso e a lei se voltou contra o povo sendo ela um peso insuportável para qualquer um deles carregar, depois Jesus  viria trazer a simplicidade para os Juízos  resumindo a visão da vontade de Deus em uma palavra: AMOR, pois quando amamos a Deus e ao próximo tornamos a lei totalmente inteligível e praticável por todos que quiserem segui-los, de fato o amor em cristo é a essência de todas as coisas.
Ter fé: devemos  entender a vontade de Deus por fé, mas não nos peça pra explicar a expressão entender por fé, pois isso vai além de nós, são coisas  vividas e impossíveis de se explicarem com palavras, a fé faz com que vejamos o caráter espiritual e purificador das escrituras tanto na forma de mandamento como na forma de ordenanças. O espiritual é o principio de tudo que Deus faz, porque ele é Espirito.
                 A lei e os testemunhos de Deus não passam e os seus propósitos não fenecem, Como espirituais que somos devemos entender que uma coisa é a escritura, e a outra é o crente escriba que não se relaciona com Deus, não ama, e não tem fé podendo impedir sua própria salvação e também a de outros tantos que ouvem o convite de Jesus que propôs um jugo leve.

2 comentários:

  1. Que Deus abençoe sua vida, e mostre o verdadeiro caminho!" @leandrodante @iasd

    ResponderExcluir