16 de jul de 2011

A Obediência que Deus recebe


A palavra obediência tem perdido a razão de ser no meio de nós igreja do Senhor, aquilo que é a expressão da nossa identidade de filhos tem se esvaziado do seu sentido devocional, espiritual, e santo para com Deus. As campanhas, correntes, sacrifícios, tem apresentado a obediência a Deus como uma moeda corrente no seu reino, transformando relacionamento com o pai numa coisa mercadológica, que visa o bem que pode vir adiante daquele “investimento”, algo que tem tido sentido de troca no Céu, Porém a obediência que Deus reconhece e recebe não é essa, e sim aquela que vem de no mínimo Três Sentimentos.
Gratidão: No momento em que temos consciência da tão grande salvação que cristo gratuitamente no deu na cruz (Romanos 6:23), nos tirando do lamaçal do pecado (Salmo 40:2), e nos fazendo assentar à mesa com os príncipes (Salmo 113.7-8:), vemos quanto amor tem o pai por nós a ponto de sermos chamados filhos de Deus (João 1.12). Tudo isso não terá Dinheiro ou qualquer outro bem no mundo que pague todo esforço e sacrifício na melhor das intenções não retribui e nem compra o que Deus já fez por nós, não há como fazer nada pra Deus que seja além daquilo que ele mesmo já fez por nós, só nos Resta uma gratidão a ele por tudo quanto ele realizou e realiza em nós.
Voluntariedade: Poderia colocar incluído na gratidão, mas nem sempre queremos ver o que Deus já realizou, em momentos de tristeza reclamamos muito do que não temos, porém sem se lembrar daquilo que temos em cristo. Não poucas vezes o Espirito Santo nos lembra, ti levando lá pra trás e ti trazendo até os dias de hoje pra recordação dos feitos de Deus, mas o voluntário não quer nada em troca,  sabe que não vive mais pra si mesmo, e vive não tendo nada como precioso senão o ser de Deus, por isso ele se prontifica, se lança,se entrega, e não visa perdas  ou ganhos mas pura e simplesmente a vontade Deus.
Fé: Foi por confiança em Deus que o Crente Abraão ouviu a voz que dizia a ele para sair da terra de seus pais e de sua parentela, para uma terra que ainda ira ser mostrada (Genesis 12), ele creu naquela voz e somente obedeceu, e em hebreus o escritor conta que Abraão saiu sem saber para onde iria (hebreus11: 8), às vezes não entendemos nada ao nosso redor e se não for por fé não obedeceremos, por isso a obediência não está limitada pelo que vemos. O pai da fé obedeceu contra tudo que era normal, parecia loucura, mas era uma obediência confiante que o Javé Jiré tudo iria prover e foi assim chamado pai da fé.
A obediência em cristo é se opõe  diante do que se fala que é obediência que na verdade é interesse e trocas com Deus, não queira barganhar aquilo que Deus ti concede com o amor incondicional, que nós possamos dar sentido Bíblico para essa palavra através da gratidão de um salvo, da entrega voluntária de um servo, e da fé cega de um crente.

2 comentários:

  1. "Não queira barganhar aquilo que Deus te concede com o amor incondicional"
    Marcantee!
    sabe que já sou suspeita em falar algo né? Virei fã mesmooo rs! Que Deus continue te capacitando!

    ResponderExcluir
  2. Como saber o tempo certo de Deus?

    Para entendermos o tempo certo de Deus,
    precisamos sentir a sua paz nas
    decisões que iremos tomar
    Aquela paz retratada em:
    Filipenses 4.7, que excede
    todo nosso entendimento.
    Esperar no tempo certo de Deus
    também significa renúncia e santificação.
    Quando nos entregamos totalmente ao Senhor,
    Ele passa a ser o dono exclusivo do nosso tempo.
    No Silêncio Deus trabalha,
    no Silêncio Deus molda nosso caráter.
    Espere pacientemente no SENHOR
    Que a Glória de Deus Repouse sobre ti...

    Deus te abençõe!!!!!

    Missionário Sergio Christino

    ResponderExcluir