24 de dez de 2011

Charles T. Studd

Quero compartilhar um pouco da vida de Charles Studd, que trocou sua vida e sua riqueza pela provisão de DEUS...

Tenho grande apresso por sua historia que é um grande exemplo, nas suas decisões, nos seus pensamentos, no atendimento de seu chamado, no seu amor e dependência por DEUS, entre outros... Outra coisa que me chama bastante atenção é o seu relacionamento com Priscilla, sua esposa... O casamento entre eles, DEUS e a obra...

Vai ai um pouco da sua biografia, é bem pequeno, mas se você gostar vale a pena pesquisar um pouco mais... By  @Schoen.30



Charles T. Studd, quando jovem, havia sido um dos mais famosos jogadores de cricket, e muitas vezes defendeu seu país em campeonatos mundiais. Pertencia a uma família da rica aristocracia inglesa, mas um dia percebeu, ao ser confrontado com o evangelho do reino, que toda sua riqueza e toda a fama que já possuía como jogador, não passavam de "vaidade de vaidades". Decidiu, então, que uma alma ganha para Cristo valia uma vida inteira de sofrimento por amor a Cristo. Após ser cheio do Espírito Santo, o fogo e a paixão por Jesus aumentaram mais e mais. Dizia que os prazeres deste mundo que ele havia provado não eram nada comparados com a alegria de ganhar almas para Jesus.

E foi assim que um dia fez as malas e, acompanhado de mais 6 jovens (todos estudantes da prestigiosa Universidade de Cambridge), partiu para a China.

Foi na china que Charles conheceu Priscilla, aquele que se tonaria sua esposa, apesar de terem que separar-se por algum tempo por causa da obra, Charles e Priscilla se correspondiam, e lhe propôs casamento depois de procurar o Senhor intensamente.

"Não te ofereço uma vida fácil e cômoda, senão uma vida de trabalho e dureza; realmente, se não te conhecesse como uma mulher de Deus, nem sonharia em te pedir em casamento. Faço para que seja companheiro em Seu exército, para viver uma vida de fé em Deus, recordando que aqui não temos cidade permanente, só um lar eterno na casa do Pai. Esta é a vida que te ofereço. Que o Senhor te dirija"

Em outra carta abre o seu coração para ela de maneira muito linda:

"Te amo por seu amor a Jesus, te amo por seu zelo para com Ele, te amo por sua fé nEle, te amo por seu amor às almas, te amo por seu amor a mim, te amo por ti mesma, te amo para todo o sempre. Te amo porque Jesus te usou para me abençoar e incendiar a minha alma. Te amo porque sempre será um atiçador em brasas que me fará correr mais ligeiro. Senhor Jesus, como poderei te agradecer por uma dádiva semelhante?"

Seu maior receio era que Priscilla o amasse mais que a DEUS, certa vez escreveu este verso para ser memorizado por ela:

"Jesus, eu amo a ti, Serás sempre o mais amado de todo o meu viver Mais do que Charles possa ser."

No casamento, ambos se ajoelharam e fizeram uma solene promessa diante de Deus:

"Jamais nos importunaremos um ao outro de Te servir a Ti".

Foram felizes, tiveram cinco filhos, mas passaram por muitas provas e enfermidades, que fortaleceram ainda mais o amor de um pelo outro, apesar de longas separações devido a estes problemas (4 anos uma vez e 13 anos quando Charles estava na África). Neste continente seu ministério foi extremamente frutífero. Milhares se converteram devido ao seu testemunho e dedicação. Chamavam-lhe Bwana, que quer dizer pai. Vários postos de missão foram abertos e dezenas de missionários europeus foram enviados através do escritório central administrado por sua esposa (quase sempre enferma) na Inglaterra.

Antes de ir para a África já havia passado 6 anos na Índia, 10 anos na China e 21 anos na África. Sua vida é uma prova para todas as gerações de jovens de que vale a pena perder tudo o que este mundo pode oferecer por amor a Cristo e desejar somente agradá-lo com todo o ser. É dele a frase que ficou famosa:

“Se Jesus é Deus e morreu por mim, então não há cousa grande demais que eu não possa fazer por ele.”

Charles T. Studd, nasceu na Inglaterra em 1861 e faleciu no coração da África no ano de 1931, com 71 anos, entretanto, até os seus últimos dias, ele pregou a salvação pela fé em Jesus Cristo, no campo missionário, em Málaga, na África. Foi, de fato, um gigante. Um herói da fé.


Fontes:
http://www.aguasvivas.ws/revista/46/espigando1.htm
http://homens-cclogos.webnode.com.br/products/charles-studd/
http://blogdojuliao.com/?p=32

0 comentários:

Postar um comentário