23 de mai de 2012

Mas que seja feita a Tua vontade



Saber que Deus está conosco nos momentos bons, nos alegra. Saber que Deus está  conosco nos momentos ruins, nos confronta. Seria a vontade de Deus só boa ou só ruim? Seria Deus a vontade de Deus só boa ou só mau? Nós, como criatura, tendemos a ver o agir de Deus dentro de nossa própria limitação. Medimos e julgamos a vontade de Deus pelo que julgamos ser bom ou mau.

Vontade é querer. Fazer a vontade de Deus é querer o que Deus quer. Tentar fazer as coisas segundo a nossa vontade e querer que Deus coloque sua mão de benção não é vontade de Deus, é permissão de Deus. Tudo está sujeito à permissão de Deus, porque nada acontece fora dos Seus planos. Descrevendo da forma mais simples possível, a vontade de Deus é o "plano A", o caminho principal. Permissão de Deus é o plano B, C, D... É estranho pensar que a vontade de Deus esteja sujeita ao nosso querer.

Deus ainda é visto como alguém muito distante, bravo, que "tem mais o que fazer à cuidar de meros detalhes". Deus me formou. Cuidou de cada detalhe, desde a minha estatura até o formato das minhas unhas. Deus me criou para a glória dEle. Isso nos traz Deus para perto de nós.

Aquele que me formou, que colocou cada sinal em mim se importa com o que eu penso, sinto, falo, visto, com quem me relaciono. Por que não? Por que não colocar Deus à frente de cada decisão da minha vida? Isso seria responsabilizar Deus? Não! Jamais! Isso seria confiar que os planos dEle são melhores e maiores que os nossos. Colocar Deus como aquele que "tem muito mais que se preocupar com a paz mundial, com a fome na África ou pestes na Ásia" é colocar Deus bem longe do nosso coração. Deus é grande o suficiente para dar conta disso tudo e ainda se importar com a cor do meu esmalte.

Deus, nos formando, tinha já o plano A para a nossa vida. E isso inclui tudo... TUDO... tudo o que diz ao meu (seu) respeito. E o livre arbítrio? Ele está aí. Deus não impõe nada a ninguém. Mas a partir do momento em que eu desejo o que Ele deseja, então, a vontade dEle começa a ser realizada. Apenas se nós quisermos.

Particularmente, a permissão de Deus nunca me foi suficiente. Minha confiança está em abandonar todo o meu querer para fazer o dEle. Eu quero o que Ele quer.

Termino com esse pensamento:

"Um Deus infinito pode se dar por inteiro a cada um de seus filhos. Ele não se distribui de modo que cada um tenha uma parte, mas a cada um ele se dá por inteiro, tão integralmente como se não houvesse outros." A.W.Tozer

0 comentários:

Postar um comentário