18 de mar de 2014

Queimarei os frutos do paraíso


Há algum tempo lendo o livro "Quem é você Alasca?" do John Green, me deparei com uma lenda encantadora, a historia de Rabia Basri, uma mulher muçulmana considerada "santa". Diz certa lenda que ela foi vista correndo pelas ruas de Basra carregando uma tocha em uma mão e um balde de água na outra. Quando perguntado o que ela estava fazendo, ela disse: 


"Eu quero apagar o fogo do inferno, e queimar os frutos do Paraíso. Eles bloqueiam o caminho para deus. Eu não quero adorar por medo de punição ou da promessa de recompensa, mas simplesmente por amor a ele. "




A historia desta mulher me encantou de tal forma que fui pesquisar mais sobre ela, e descobri talvez a razão pela qual me identifiquei tanto com ela. Há algum tempo tenho acreditado que "o amor é o resumo do evangelho", como Jesus mesmo ensinou "o amor resume a lei e os profetas"MT7.12. E veja que interessante, Rabia foi a primeira a pregar a doutrina do amor divino entre os muçulmanos. 

Quando ela diz vou apagar o fogo do inferno, sinto como se esta fosse nossa tarefa como cristãos. Jesus fez isto, não literalmente, mas ele pagou para que o inferno não seja mais um problema, o inferno não é mais uma preocupação, ou pelo menos não deveria ser. "Nem uma condenação há para os que estão em cristo" RM8.1, mas vejo muitas vezes homens acendendo as chamas do inferno, cada vez que se levantam para acusar, atemorizar e amaldiçoar o povo de Deus. Com sermões voltados para o medo jogam fora o que foi feito na cruz e pisam no amor de Deus, já que a própria bíblia ensina que "o amor lança fora o medo"1JO4.18-19. Sinto claramente que uma das minhas responsabilidades é ajudar pessoas a se libertarem do medo do inferno, assim como Rabia eu estou apagando as chamas do inferno.

Dia destes recebi um e-mail de um jovem cristão que tinha medo inclusive de jogar vídeo game, por que acreditava que aqueles jogos eram do demônio  e que Deus poderia estar bravo com ele, então ele leu um texto que escreve em um blog que eu participava, o texto se chama "Não tenha medo de Deus". O menino me disse que estava começado e ver a possibilidade de um Deus que não estava zangado com ele, e de fato Deus não está. toda ira de Deus caiu sobre jesus na cruz, Hoje podemos "chegar confiadamente no trono da graça de Deus".HB4.16

No livro de Deuteronômio cap. 28 vemos Moisés falando ao povo as consequências da obediência e as consequências da desobediências. Dói meu coração ver que isto é usado para cultos de campanhas de oração até hoje, para fazer crentes andarem na linha. É este inferno das maldições e este céu das bençãos que eu quero destruir.  

Tudo bem, destruir as chamas do inferno, mas destruir os frutos do paraíso?
 "Portanto, tudo que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também, porque esta é (resume) a Lei e os Profetas". (Mateus 7:12)

Se fazemos algo esperando a recompensa celestial, estamos sendo simplesmente egoístas, egoístas mais espertos por que buscamos algo eterno e não algo passageiro. Sei que na bíblia o próprio Jesus diz para juntar tesouro no céu e não na terra, entra aqui um conflito, por que se estamos buscando nossos próprios interesses não estamos amando (1Cor13.5), e se não amamos não conhecemos a Deus (1Jo4.8), e se não conhecemos a Deus estamos perdidos. 

E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

E JESUS lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?
E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
E JESUS disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás.

Precisamos fazer o bem por que amamos, devemos fazer ao próximo aquilo que desejamos que nos façam e pronto, não precisamos ter medo do inferno para não roubar, alias, não podemos, se o medo do inferno é nossa motivação para fazer o bem, então algo está errado, mas está igualmente errado se necessitamos de uma promessa de uma vida eterna para isto, nossa motivação unica deve ser o amor. 

Para concluir deixo as palavras de santo agostinho: "Ame e faça o que quiser" 

Fiquem a vontade para comentar, prometo tentar ler e responder a todos.
Grande abraço, DEKO.

3 comentários:

  1. Meu querido Amigo, a cada dia me surpreende mais, parabéns pelo texto e que essas palavras chegue a muitos, para que as mentes sejam verdadeiramente libertas, libertas dos dogmas que acabam nos afastando do verdadeiro amor.

    ResponderExcluir
  2. Deko, agradeço ao Lucas Siqueira por ter me mostrado seu (iluminado) texto.
    Você gostaria de fazer parte do Diversidade Católica do Paraná? Acredito que há muitos cristãos em conflito que podem necessitar deste seu dom.
    Fique com (o amor de) Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos nos falar pelo face mano, que bom q curtiu o texto. Abraços.

      Excluir