10 de out de 2014

A (Ir)Reverência Cristã



Estava lendo o livro de Ester e ao reparar no relacionamento e a reverência de Ester para com o rei, seu esposo, não pude deixar de meditar no relacionamento e na reverência dos crentes para com Deus, a quem chamamos Rei dos reis.

Mesmo após Assuero ter prometido metade de seu reino a Ester se ela o pedisse (Et 5.3,6; 7.2), Ester roga cheia de humildade e temor: "Se tenho alcançado favor do rei, e se parecer bem ao rei conceder-me a minha petição e cumprir o meu rogo...” (5.8; 7.3; 8,5).

Oração do crente de hoje: “Deus, eu determino vitoria sobre minha vida. Eu declaro..., eu determino”.

É notável a falta de reverência dos crentes de nossos dias e a falta de senso da grandeza de Deus. O crente que ora assim nunca deve ter parada pra pensar no tamanho da grandeza de Deus, na grandeza da Santidade do Deus que é três vezes Santo.

Nós o chamamos Rei dos reis e Senhor dos senhores (obs. senhor, nos tempos bíblicos, era dono, ou chefe, de outras pessoas), e nos achegamos a Ele como se fosse, como diria um amigo, o Zé da esquina.

Que possamos aprender com Ester a reverenciar o nosso Deus como Ele merece, com temor e grande tremor.

"Servi ao Senhor com temor, e regozijai-vos com tremor." Sl 2:11

"Acaso vocês não me temem?", pergunta o Senhor. "Não tremem diante da minha presença?..." Jr 5:22

"Quem não te temerá, ó rei das nações? Esse temor Te é devido." Jr 10:7

"Digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo, e depois disso nada mais podem fazer. Mas eu vos mostrarei a quem é que deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, digo, a esse temei." Lc 12:4-5

"Aquele que teme ao Senhor possui uma fortaleza segura, refúgio para os seus filhos." Pv 14:26

Em Cristo, Leandro Schoen

0 comentários:

Postar um comentário